Bem vindo! Terça-Feira, 22 de Agosto de 2017 - 04:11     --   Pesquise no Site                   E-mails da Prefeitura              Telefones da Prefeitura             Facebook   Twitter
Prefeitura Municipal de Manduri
Rua Bahia n: 233 - Centro
CEP:18780-000 - MANDURI/SP
Horário de atendimento:
das 08:00 as 17:00h
e-mail: contato@manduri.sp.gov.br

Contratos e Licitações

Contas Públicas

Recursos Humanos

Balanços



Terça-Feira
22 de Agosto de 2017 - 04:11

Portal SIC

Portal de Transparência

Portal de Colaborador

Emissao de Nota Fiscal Eletronica

VAF - Dipam

Visite o Site da Câmara Municipal de Manduri

Voltar

LEI Nº 1.831/2014 - DISPÕE SOBRE A ALTERAÇÃO DE METAS E DIRETRIZES AO PPA 2014/2017, LDO PARA 2014, AUTORIZAÇÃO PARA TRANSFERÊNCIA DE AUXILIO A ENTIDADES

                            LEI Nº 1831/2014.
 
 
“DISPÕE SOBRE A ALTERAÇÃO DE METAS E DIRETRIZES AO PPA 2014/2017, LDO PARA 2014, AUTORIZAÇÃO PARA TRANSFERÊNCIA DE AUXÍLIO A ENTIDADES PRIVADAS SEM FINS LUCRATIVOS, ABERTURA DE CRÉDITO ADICIONAL SUPLEMENTAR AO ORÇAMENTO DE 2014 E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS”
 
 
PAULO ROBERTO MARTINS, PREFEITO MUNICIPAL DE MANDURI, ESTADO DE SÃO PAULO, NO USO DAS ATRIBUIÇÕES QUE LHE SÃO CONFERIDAS POR LEI.
 
FAZ SABER, que a Câmara Municipal de Manduri, Estado de São Paulo aprovou, e ele sanciona e promulga a seguinte LEI:
 
 
Art. 1º - Fica o Poder Executivo Municipal autorizado, a alterar nos valores repassados, nos termos do art. 22 da Lei de Diretrizes Orçamentárias para o Exercício de 2014, Lei Municipal              nº 1734/2013 de 26 de junho de 2013, para a alterar os valores já constantes do orçamento, a entidade abaixo, como segue:
 

Entidade
VALOR
MÊS
Valor
TOTAL
SOCIEDADE DE BENEFICÊNCIA DE PIRAJÚ – SANTA CASA PIRAJÚ
CNPJ:54.667.0001/60
0BJETO: Manutenção e Custeio (Programa Pró Santa casa 2)
1.749,00
10.494,00
TOTAL
1.749,00
10.494,00

 
Art. 2º - Ficam alterados aos anexos II e III relativo as metas e programas governamentais do PPA - Plano Plurianual para os exercícios 2014/2017 Lei Municipal nº 1.753/13 de 16 de Outubro de 2013 e aos anexos V e VI da Lei de Diretrizes Orçamentárias para o Exercício de 2014, Lei Municipal nº 1734/2013 de 26 de junho de 2013, os seguintes programas governamentais projetos e atividades incluídos por esta Lei, anexos II, III, V e VI, que fazem parte integrante desta lei.
 
Art. 3º - O Poder Executivo Municipal fica autorizado a abrir no orçamento-programa do exercício de 2014, crédito ADICIONAL SUPLEMENTAR, nos termos do art. 41 da Lei Federal nº 4.320/64, no valor de R$10.494,00 (dez mil, quatrocentos e noventa e quatro reais), para reforço da seguinte dotação orçamentária:
 
 
 

 
( + )
SUPLEMENTAÇÃO
R $ (Reais)
.02
 
PODER EXECUTIVO
 
02.05
FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE
 
.0009
MANUTENÇÃO DA ATENÇÃO BÁSICA
 
10.301.0002.2009
MANUTENÇÃO DA ATENÇÃO BÁSICA
 
(049) 3.3.50.43.00
01
Subvenções Sociais
10.494,00

 
Art. 4o. – Para cobertura do Crédito Adicional aberto pelo artigo anterior, serão utilizados recursos provenientes de ANULAÇÃO PARCIAL, nos termos do inciso III do parágrafo 1o, do art. 43 da Lei Federal. 4.320/64:
 

 
( - )
A N U L A Ç Õ E S
R $ (Reais)
.02
 
PODER EXECUTIVO
 
02.06
DEPTO DE EDUCAÇÃO, CULTURA E LAZER
 
 
.0027
EDUCAÇÃO
 
12.813.0012.2027
MANUTENÇÃO DO ESPORTE E LAZER
 
 
(127) 3.3.90.30.00
01
Material de Consumo
10.494,00
 
 
TOTAL DAS ANULAÇÕES
84.000,00

 
Art 5º - Os recursos serão repassados a instituição contemplada no período de 01 de Agosto de 2014 à 31 de Dezembro de 2014, podendo ser prorrogado pot mais 06 (seis) meses no exercício de 2015, conforme Plano de Trabalho em anexo.
 
Art 6º - A subvenção municipal que se o art. 1º estabelecera como obrigações e competencia das partes:
I – Da Prefeitura:
a) Repassar a Sociedade de Beneficiência de Pirajú - Santa Casa de Pirajú, recursos financeiros destinados à manutenção e custeio para Programa Santa Casa 2, de acordo com Plano de Trabalho em anexo, serão 05 parcelas mensais de R$1.749,00 (hum mil, setecentos e quarenta e nove reais), relativo aos meses de Agosto à Dezembro de 2014.
 b) Cada liberação estará condicionada a aprovação pelo concedente (Gestor da Saúde), da prestação de contas, referente a cada mês, na forma estabelecida pela Instrução 02/2008 do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo;
c) Receber e examinar as prestações de contas apresentadas e emitir parecer conclusivo anual;
d) Assinalar prazo que a entidade adote as providências necessárias ao exato cumprimento das obrigações sempre que se verificar alguma irregularidade, podendo a concedente suspender, por iniciativa própria, novas concessões aos inadimplentes;
 
II – Da Entidade:
a) Executar todas as ações, tarefas e atividades inerantes ao objetivo do projeto de acordo com o Plano de Trabalho apresentado;
b) Gerir os recursos financeiros repassados pelo municipio através de conta bancária especifica para a movimentação exclusiva deste;
c) Encaminhar mensalmente a Prefeitura Municipal de Manduri a prestação de contas, acompanhada de documentação para comprovação das receitas e despesas dos recursos recebidos, em conformidade com a Instrução 02/2008 do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo.
 
Art. 7º - O Demonstrativo de impacto orçamentário e financeiro de que trata o art. 16 da Lei Complementar nº 101/00, fica dispensado, tendo em vista tratar-se de suplementação de dotação de programas já existentes e em execução no orçamento vigente.
 
 
Art. 8º - Esta lei entrará em vigor a partir da data, 01 de Agosto de 2014, fica revogada a Lei 1.710/2013 e as disposições em contrário.
             
 
      Prefeitura Municipal de Manduri, 27 de Agosto de 2014.
 
 
 
 
PAULO ROBERTO MARTINS
PREFEITO MUNICIPAL
 
 
Publicado e registrado na Secretaria Administrativa da Prefeitura, na data supra.
 
 
RONALDO ADÃO GUARDIANO
Diretor de Governo e Gestão Pública
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Voltar